Campanhas publicitárias arruinadas por uma má tradução

Quando você se dedica à tradução, um dos maiores prazeres culpados é descobrir uma má tradução na televisão, na web ou em campanhas publicitárias. Estas últimas, especialmente, uma vez que além de erradas são muito engraçadas.

Quando você se dedica ao marketing, suponho que não é tão agradável olhar como o seu trabalho se arruína. Muitas vezes, estes erros se produzem em campanhas publicitárias milionárias e podem implicar perdas e danificar a imagem corporativa da empresa.

Em seguida mostramos cinco exemplos de catástrofes publicitárias que se teriam evitado de contarem com um bom profissional da tradução.

 

  1. AMERICAN AIRLINES

Quando a conhecida companhia aérea americana equipou os seus aviões com bancos de couro, lançou uma campanha co slogan “Fly in leather“. Após o sucesso da campanha obtido nos Estados Unidos, tentaram a sorte co mesmo slogan em México, nessa altura traduzido ao espanhol. “Vuela en cueros”. A campanha invitava a voar pelado nos seus novos bancos. Algo bastante mais sugestivo do que eles esperavam.

 

  1. ELECTROLUX

Neste caso, a empresa escandinava decidiu exibir a sua musculatura. “Se esqueçam da concorrência, senhores. Quando se trata de sugar sujidade ninguém o faz melhor do que nos: os nossos aspiradores são os mais potentes”. Até aqui tudo em ordem, não é? O problema é que o slogan escolhido para a promoção da marca em Estados Unidos foi “Nothing sucks like an Electrolux”, o que na linguagem corrente significa “Não tem nada pior do que uma Electrolux”. Que ironia…

 

  1. KFC

Mais uma vez vamos encontrar um slogan que tivera dado provas de êxito no seu país de origem (“It’s finger licking good”). A tradução tivera mesmo funcionado em outros países vizinhos (“Bo de lamber nos dedos”). Mas nunca se deve baixar a guarda! Este slogan ficou literal de mais na sua tradução ao chinês. No Oriente, não utilizam as mesas expressões e frases feitas que no Ocidente. Por isso, os chineses non apercebiam por que uma rede de restaurantes os convidava a comer os seus dedos… é que ficaram sem frango?

 

  1. PARKER PEN

Parker Pen estava determinado a acabar com um dos mais grandes problemas do primeiro mundo quando lançou esta campanha publicitária. It Won’t Leak In Your Pocket And Embarass You. Esta caneta prometia não vazar no bolso e te envergonhar o resto do dia. Mas na tradução ao espanhol prometia bastante mais. A palavra “embarass” em inglês é um conhecidissimo falso amigo; é parecida a uma palavra em outros idiomas, mas a sua tradução não sempre se corresponde com aquela palavra concreta. A tradução ignorou isso e Parker Pen acabou prometendo a todos os hispano-falantes que se utilizarem a sua caneta, não engravidariam. “Não vaza no seu bolso e te deixa embaraçado”.

  1. CLAIROL

Clairol é uma produtora de artigos para o cabelo. Um deses artigos é o protagonista deste erro de tradução: o modelador de cabelo “Mist Stick”. Ninguém conseguia compreender por que este produto, tão popular, não tinha êxito na Alemanha. Pronto, os alemães sim.  Infelizmente, a palavra “Mist”, que em inglês significa “bruma”, em alemão significa “merda”. Soa lógico que os alemães ficaram coa concorrência neste caso.

  1. CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS E AUTOMÓVEIS

Poderíamos falar durante horas de nomes de automóveis que revelaram não ter êxito. O mais recente, se calhar, é o Hyundai Kona, nomeado assim pelo distrito da Ilha Grande de Havaí. Entretanto,  Não é a primeira vez que isso acontece. O Ford Pinto e o Honda Fitta são outros exemplos. O Honda Fitta tem nome de genitais femininos em sueco, e o Ford Pinto… pronto, vocês já sabem.

Em alguns casos, os nomes são adaptados, como o Mitsubishi Pajero (palhereiro), que se comercializou em Espanha com o nome de Mitsubishi Montero. Noutros casos, a adaptação não é possível. O fabricante japonês de automóveis Mazda preferiu não vender o seu modelo Mazda Laputa em Espanha. Mas o comercializou nos Estados Unidos, porque em inglês Laputa recorda apenas a ilha imaginária que aparece nas Viagens de Gulliver. O resultado: quase 60 milhões de hispanofalantes estadunidenses esboçam um sorriso todos os dias ao cruzarem este carro.

 

A conclusão é muito simples: quando se trata de campanhas publicitárias não pode subestimar a importância de um tradutor ou tradutora profissional. Se o seu produto vai dar a volta ao mundo, é bem sabido que quatro olhos vêem mais do que dois e podem te solucionar um grande problema.

Fonte da imagem: jornal em linha Marketer

Sobre Antonio Leal Fernández

Graduate degree in Translation and Interpretation from Universidade de Vigo (2013). Translator and proofreader in the German and English to Spanish combinations.

Você também pode gostar de